O que é Marketing de guerrilha e como usá-lo?

marketing de guerrilha

O marketing muitas vezes precisa se valer de estratégias especiais para chamar a atenção do público interessado. Uma possibilidade é conhecer o que é o marketing de guerrilha e como ele pode ser usado para chegar aos resultados esperados. O nome já demonstra que se trata de uma tática de marketing que é diferenciada por aplicar de alguma forma alguns toques de um pouco de agressividade para chamar atenção da audiência.

Embora seja um tipo de marketing que data da década de 1970, o guerrilha é um dos tipos de marketing muito efetivo e bastante atual. Estamos vivendo um momento de grande profusão de marcas e empresas que atuam no mesmo segmento. Conseguir se destacar nesse mar de possibilidades nem sempre é fácil e por isso mesmo apostar em estratégias de guerrilha pode ser uma excelente ideia. Saiba mais sobre esse conceito de marketing e como aplica-lo.

O que é marketing de guerrilha? Como usá-lo?

Definição de marketing de guerrilha

A criação do termo data da década de 1970 e foi dado pelo publicitário norte-americano Jay Conrad Levinson. A inspiração dele para nomear essa estratégia foi a guerra do Vietnã. Mesmo não tendo tanto poder de fogo os vietnamitas conseguiram causar muitos problemas para os norte-americanos apenas usando táticas de guerrilha. Também se baseou no fato de que as estratégias propostas tinham mais agressividade para impactar o público interessado. Em resumo da definição de o que é marketing de guerrilha podemos dizer que é uma ação que causa grande impacto tendo custado pouco.

 

marketing de guerrilha

 

Diferencial – A abordagem

De uma forma geral podemos dizer que o marketing de guerrilha se parece com o marketing convencional no sentido de que faz um anúncio ou uma ação e espera a reação do público. O que diferencia esse tipo de estratégia é a abordagem que se fará do público interessado, isto é, como será atraída a atenção das pessoas para o que se está tentando anunciar.

Dicas práticas de como usar o marketing de guerrilha

Agora que você já entendeu o que é marketing de guerrilha deve estar se perguntando como aplica-lo como estratégia para a sua empresa, confira as dicas abaixo.

– Cuidado com os resultados

Os resultados obtidos com as estratégias de marketing de guerrilha podem ser tanto bons quanto ruins, pois talvez o seu público se sinta um pouco intimidado com esse tipo de ação.

– Conheça o seu público

Antes de investir com tudo nas estratégias de guerrilha para a sua empresa é necessário conhecer bem o seu público-alvo. Saiba se ele tem restrição em relação a algum tipo de abordagem ou se algo poderá soar como agressivo. Esse tipo de cuidado é bastante relevante para quem está pensando em investir em estratégias como essa. Uma forma de ter esse conhecimento é usar a estratégia de definição de uma persona, isto é, criar um personagem que representa o seu público como um todo.

– Siga a linha da sua empresa

Não tem uma fórmula fechada de marketing de guerrilha, pode ser que algumas campanhas invistam em seguir uma linha mais divertida enquanto outras procurem estabelecer algum tipo de desafio em relação aos consumidores a serem impactados. A ideia é que o seu sucesso seja obtido através de uma estratégia que seja alinhada com a imagem da sua empresa. Não adianta querer fazer uma campanha com um estilo agressivo porque outras empresas estão fazendo e isso não ter nada a ver com a abordagem que estava sendo usada até então.

– Estabeleça parcerias

Um dos pontos mais interessantes das estratégias de marketing de guerrilha é a possibilidade de fazer parcerias de sucesso. A ideia é encontrar empresas que possam ajudar a ratificar o discurso da sua campanha mesmo que sejam de um ramo que não tenha muito a ver com o seu setor. Nesses casos é interessante levar em conta algumas questões como localização da parceira ou mesmo o seu ramo de atuação que pode funcionar como um impulso para alavancar as suas vendas e a sua divulgação.

Use o marketing de guerrilha quando for pertinente

Quando o discurso que deve ser transmitido pela sua empresa está alinhado com a ideia de descontração e/ou agressividade que o marketing de guerrilha pode ser interessante optar por ele, mas somente para ter algo novo a mostrar pode não ser tão legal.

 

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *