Os 8 pilares do Marketing Digital para empreendedores

marketing digital

O mundo – literalmente – migrou para a internet. E hoje em dia, quem não está na internet, simplesmente não “existe”. Se você é comerciante, empresário, realiza algum tipo de serviço específico (esteticistas, médicos, advogados, nutricionistas, ortodontistas, veterinários, produtores culturais, entre outros), a internet precisa estar presente em seu dia a dia e em seus vínculos profissionais. Caso contrário, há o enorme risco de você ficar absolutamente desatualizado, perder clientela, não conseguir expandir seus negócios e perder feio para a concorrência, que é voraz e determinada na hora da conquista por fatias generosas do mercado consumidor.

Então, não se engane, estar na internet, para o mundo dos negócios na atualidade, é imprescindível. Mas até para entrar ou mesmo se manter em liderança dentro da internet é preciso utilizar métodos precisos e eficazes, porque não basta, por exemplo, ter um site e não atualizá-lo com a frequência que a nuvem exige. Ou publicar posts imensos nas redes sociais, ao invés de frases curtas e acessíveis e que permitam a compreensão de todos.

Então, para estar na internet e para alcançar o sucesso, melhorando as vendas (e a lucratividade, óbvio), é necessário saber que caminho, afinal, trilhar. Portanto, saiba que, até para a produção e publicação de conteúdos nas diversas redes sociais, há maneiras específicas de se realizar estas produções e publicações.

Cada produto, por exemplo, requer um tipo específico de linguagem. Se você tem um escritório de advocacia ou você é um advogado, a sua linguagem é diferente da linguagem de um músico, os seus posts serão diferenciados e para públicos diferentes.

Públicos diferentes pedem linguagem diferentes na internet

Isto quer dizer que a linguagem da internet – apesar de universal – também é específica e necessita de ser elaborada, com precisão, antes de ser postadas, e isso independe do público a que irá se referir. E são exatamente estas especificidades que fazem parte de uma área da publicidade – o marketing digital.  Achou complicado? Quer entender um pouquinho mais de marketing digital para melhorar o seu negócio? É empreendedor e não entendeu ainda como a internet pode auxiliar o seu empreendimento?

Vem com a gente então conferir os 8 pilares do marketing digital para empreendedores. Nestas dicas, você, empreendedor ou prestador de serviço, vai aprender utilizar-se de todos os benefícios do marketing digital para melhorar a visibilidade da sua marca, alcançar melhor o seu público e aumentar a lucratividade da sua empresa. Estas orientações servem para todos: para quem está iniciando no marketing digital e quer entende-lo rapidamente ou mesmo quem já o pratica com frequência e deseja checar se está ou não no caminho certo.

Porque, mesmo a lição mais simples, aquela que nós utilizamos ainda no início de nossas carreiras, precisa ser checada, conferida, reelaborada, reinventada. E isso, com certa frequência. Caso contrário, caímos na vala dos empreendedores que não se reciclam, não inovam, não se dinamizam, aqueles que ficam parados no tempo. E você já sabe o que acontecem com quem fica parado no tempo – simplesmente cai no esquecimento.

Afinal, quem não é visto, não é lembrado. E a internet é somente mais uma ferramenta para ser visto. Porém, é a ferramenta do mundo moderno, a mais utilizada, a mais versátil, para onde já migraram as mídias convencionais e para onde – cada dia mais – migra toda a publicidade mundial. Então, você também precisa estar e ser visto nesta grande janela de visibilidade – a internet.

Pesquisar é o primeiro passo

O primeiro pilar para quem vai se utilizar do marketing digital para empreender é a pesquisa. Antes de produzir conteúdo, de postar, de publicar; pesquise. E se você pensa que pesquisa é perda de tempo, você está equivocado. Pesquisar é o primeiro – e talvez um dos mais importantes – passos para aqueles que querem a eficiência do marketing digital para os próprios negócios.

Pesquise com muita cautela e precisão quem é o seu público-alvo, quem você afinal deseja atingir, e saiba tudo a respeito deste público: idade aproximada, o que consome, gostos e afinidades, de onde retira a própria renda, como costuma gastar dinheiro, como costuma se informar, quanto tempo passa em frente à TV, quanto tempo usa diariamente as redes sociais, como usa as horas de lazer, que tipo de filme ou livro ou série gosta de assistir, preferências esportivas e políticas, entre outros.

 

4a12a248d81810285f0f0a207359f621

 

Observe, saber alguns destes detalhes o colocam à frente de outros empreendedores na hora de lançar uma nova mercadoria ou objeto-desejo para o consumo. Se você vende produtos para jovens (roupas, por exemplo), você precisa entender a linguagem deles.

Chegou a hora de produzir o conteúdo

Pesquisou? Então parte para o segundo passo: a produção de conteúdo. E esta produção, como já relatamos, precisa estar de acordo com o seu público-alvo. Um adolescente, por exemplo, não tem a paciência de ler e acompanhar análises econômicas ou análises científicas muito extensas como um adulto tem. Se você quer atingir o público pré-adolescente, opte, por exemplo, por linguagem visual ampla: banner com fotografias bem coloridas e alegres, frases curtas, linguagem da internet, menes, etc.

 

Agora, se pretende conquistar um público seleto, por exemplo, dentro da medicina tradicional, procure a produção de bons e variados artigos científicos, de envergadura acadêmica.

Se o seu objetivo é vender turismo, você precisa escrever de maneira leve e agradável, que mais pareça e se apresente ao leitor como uma espécie de diário de viagem, com fotografias que explorem os pontos turísticos, o mercado consumidor e a natureza ao redor destes locais turísticos. Viu como é importante a pesquisa prévia antes de começar a produção de conteúdo? Sem a pesquisa você não saberia o que o seu público-alvo quer e deseja, e seu conteúdo seria raso, fraco, e consequentemente, ineficaz.

Planejamento, interação e observação – eis as fórmulas do sucesso

Conteúdo em mãos, está na hora de fazer um bom esboço de seu planejamento. Diz-se esboço porque este planejamento pode ser, posteriormente, alterado. Então, planeje agora como pretende publicar (postar) este conteúdo. Qual será a frequência destas postagens, qual será o caminho escolhido (site, blogs, redes sociais, ou tudo junto). Quanto você está disposto a gastar com esta produção. Se vai contratar profissionais, terceirizar este serviço. Faça ainda um prévio cronograma deste planejamento.

 

marketing digital para empreendedores

 

Quarto passo: começar a publicação deste conteúdo, seguindo o cronograma de planejamento. E é aqui que você dará vida a tudo o que foi produzido anteriormente. Quinto passo: está na hora de se autopromover. Afinal, a propaganda continua sendo a alma do negócio. Lembra daquela historinha de que quem não é visto não é lembrado. Pois então? Mostre-se ao mundo, recorra a todos os grupos de whattsapp possíveis e venda a sua marca, se jogue!

O sexto e importante pilar é o da interação com a concorrência. Porque você não pode se isolar não. E tem que conhecer bem o seu concorrente, saber onde ele está, e o que ele faz na internet. E o sétimo pilar é o de medir toda essa movimentação, toda essa sua produção, verificar se houvera aumento de vendas, de lucro. Verificar o que os clientes mais comentaram na internet. Ao final, já no oitavo pilar, você ainda tem a possibilidade de novamente se reinventar, de melhorar tudo isso, caso algo tenha saído errado.

 

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *